Home > Blog > Sem categoria > O que você vai ser quando crescer?

BLOG

O que você vai ser quando crescer?

26 de agosto de 2020
Nenhum comentário

Todos nós muito provavelmente já fomos um dia perguntados: “O que você vai ser quando crescer? Nossa ingenuidade de criança, deve ter respondido a tal indagação com certeza e segurança: médico, engenheiro, professor, bombeiro, polícia, etc, etc. Daquela fase infantil até os dias atuais, o tempo se encarregou de criar uma infinidade de profissões que se quer imaginávamos existiriam. Tais profissões foram divididas em apenas três áreas do conhecimento humano: Exatas, Humanas e Biológicas. Dessa forma, se tornou menos difícil escolher uma opção dentre tantas, pois é mais fácil saber o que não se quer, do que o que se quer. Ficou confuso? É simples: as pessoas possuem maior facilidade de identificar aquilo que não têm afinidade, seja uma música, um prato, uma bebida ou uma profissão do que saber exatamente aquilo que lhe agrada.

Nesse contexto, estão inseridos os jovens egressos do ensino médio, carregando suas incertezas, angustias e expectativas quanto ao futuro profissional que abraçarão. Chega a parecer crueldade, esperar que um jovem recém saído da adolescência, saiba com certeza a profissão a escolher, algo que impactará sua vida de forma contundente, mas é exatamente isso que os jovens são obrigados a fazer. Mas como saber aquilo que se quer ser, se você nunca o foi? Como dizer que se gosta de “tal” profissão, se você nunca exerceu nenhuma?

Para auxiliar a responder esses questionamentos, separamos algumas dicas que podem ser úteis nesse momento tão crucial.

Antes de mais nada, é fundamental saber que não existem escolhas para a vida toda. Por isso, vamos desmistificar aquela ideia de escolhas “certas” ou “erradas”. Não tente “acertar” na escolha. Em vez disso, considere tomar decisões maduras, embasadas em autoconhecimento e pesquisa.

– Saiba quem é você

O primeiro passo é saber quem você é. Pode parecer banal e simples, mas não paramos com frequência para refletir sobre quem somos, quais os nossos objetivos e o que esperamos para nossas vidas.

Reflita sobre seus valores, sua personalidade e liste seus interesses. Coloque tudo no papel.

– Entenda seus gostos e interesses

Faça a você mesmo a seguinte pergunta: O que me deixa feliz?  Não tente pensar em uma profissão que o faça feliz, apenas pense em coisas do dia a dia, como estar com os amigos, sair para dançar, ter algum dinheiro guardado, ajudar os colegas a estudarem para provas, etc.

– Conheça as suas habilidades

É importante saber o que você faz de melhor. Algumas situações do cotidiano ajudam a identificar nossas habilidades. Preste atenção em como você se comporta, por exemplo, em um trabalho em equipe: Você gosta de liderar o grupo e dividir as tarefas? Prefere saber o que deve ser feito para então começar a trabalhar? Gosta de ajudar um colega a executar suas atividades?

Conhecer nossas características não é uma tarefa muito fácil. Portanto, conte com a ajuda de amigos e familiares, peça que falem sobre o que acham que você faz bem e depois reflita sobre isso.

– Procure fazer um teste vocacional

Algumas faculdades oferecem orientação vocacional gratuitamente. Você também pode procurar por clínicas de psicologia especializadas neste tipo de orientação. Testes vocacionais podem dar boas pistas sobre seus interesses, áreas mais indicadas e possíveis carreiras. Mas lembre-se: o teste, em si, não é uma fórmula mágica que decide a profissão por você, e sim um elemento a mais, uma ferramenta para ajudá-lo a tomar uma decisão.

– Faça uma lista com algumas opções de carreira

Depois de fazer o teste vocacional e refletir  sobre seus interesses e qualidades, está na hora de fazer uma lista com as profissões ou áreas que você se interessa ou acha que têm a ver com você.

– Pesquise sobre as profissões selecionadas

Você já deve ter uma ideia inicial sobre as profissões que listou, mas pode se surpreender com algumas características como, por exemplo, as possibilidades de atuação no mercado de trabalho. Pesquise muito sobre cada uma das profissões e áreas listadas.

Visite sites de universidades e tente conversar com profissionais das áreas de sua preferência. As redes sociais podem facilitar bastante sua pesquisa, basta procurar por grupos e fóruns de discussão relacionados às carreiras pretendidas.

– Conheça o mercado de trabalho

Saber quais profissões estão em alta no mercado e aquelas já saturadas pode ser muito útil. Você deve ter em mente que o mercado está em constante mudança e o cenário apresentado hoje pode ser diferente após você se formar e começar a atuar na área escolhida.

Sua decisão não deve ser baseada apenas no mercado de trabalho, mas este pode ser um fator decisivo na escolha.

– Liste os prós e contras

Depois de pesquisar bastante sobre as profissões, tente fazer uma lista com os aspectos positivos e negativos de cada uma delas. Compare esta lista com aquelas reflexões sobre quem você é e quais seus gostos e interesses. Com todas essas informações no papel fica mais fácil decidir pela carreira que melhor se encaixa no seu estilo de vida.

Não há uma fórmula fácil para descobrir qual profissão escolher. Seguir estas dicas pode parecer um pouco trabalhoso, mas é um investimento pequeno perto dos benefícios que pode trazer. Lembre-se que o que está em jogo é sua felicidade, satisfação e sucesso profissional mais adiante.

Fonte: https://www.mundovestibular.com.br/cursos/como-escolher-sua-profissao

COMENTÁRIOS:

Nenhum comentário foi feito, seja o primeiro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *